Como se alimentar para evitar a azia?
12 de julho de 2018
Intolerância à lactose: Tudo que você precisa saber
24 de julho de 2018

Prisão de ventre: como prevenir, sintomas e fatores de risco

Boa parte da população sofre com constipação intestinal, popularmente conhecida como prisão de ventre. As mulheres sofrem mais com esse problema que os homens.

A prisão de ventre é definida como sendo a dificuldade para evacuar, geralmente associada a fezes endurecidas. Provoca um movimento mais lento que o normal de resíduos alimentares através do trato digestório. O Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais considera que uma pessoa está com prisão de ventre quando ela produz menos de três evacuações por semana, ou tem movimentos intestinais duros, secos ou pequenos e são dolorosos de passar pela parte do gastrointestinal.

Fatores de risco

Entre os fatores de risco para a prisão de ventre estão as doenças crônicas, doenças inflamatórias, principalmente no intestino, como a Doença de Cromo, cada vez mais comum atualmente.

Quando uma pessoa não vai ao banheiro com a frequência com que deveria, pode haver o acúmulo de fezes em seu intestino grosso, o que é perigoso para a saúde.

Veja as possíveis causas da prisão de ventre:

  • Dieta inadequada e pobres em fibras e nutrientes
  • A ingestão de alimentos industrializados e açúcares
  • Sedentarismo
  • Estresse
  • Medicamentos como antidepressivos
  • Falta de Magnésio no organismo

Sintomas

São vários os sintomas da prisão de ventre e é importante ressaltar que esse processo varia de pessoa. Por isso é necessário que cada pessoa conheça seu próprio corpo e note se a frequência com que vai ao banheiro está diminuindo ou mudando. Outros sintomas são a dificuldade ou dores para evacuar, inchaços e gases.

Como se livrar do incômodo?

Consumir muita água e muitas fibras, verduras e vegetais que são ricos em magnésio, frutas e cereais integrais

O limão melhora muito o processo digestório;

Evitar álcool, açúcares, cereais adoçados, carnes processadas;

Evitar alimentos industrializados e congelados, leites, glúten e farinha refinada;

Outra forma de amenizar a prisão de ventre é aumentar atividades físicas, controlar e administrar o estresse, até mesmo uma caminhada já ajuda.

Os comentários estão encerrados.